segunda-feira, 21 de março de 2016

CNBB se posiciona contra o golpismo, à favor de Democracia e critica a hipocrisia dos que querem ter o poder de volta pela força ilegal de um Golpe de Estado, desrespeitando o povo, as urnas e a Constituição



Dom Ailton Menegussi

    Segue o vídeo, que está circulando rapidamente na internet, onde Dom Ailton Menegussi fala umas boas verdades desmascarando a hipocrisia dos golpistas, das elites, da sua mídia mafiosa e de seu judiciário parcial.... Após o vídeo, comunicado oficial da CNBB feito em dezembro de 2015

video

CBJP divulga nota sobre sobre a decisão de acolhida de pedido de impeachment contra a presidente Dilma


Nesta quarta-feira, 3 de dezembro, a Comissão Brasileira Justiça e Paz (CBJP) divulgou nota "Para onde caminha o Brasil?", sobre a decisão de acolhida de pedido sobre a decisão de acolhida de pedido de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff. Confira, abaixo, a íntegra do texto:
 
Para onde caminha o Brasil?
A Comissão Brasileira Justiça e Paz, organismo da CNBB, no ensejo da ameaça de impeachment que paira sobre o mandato da Presidente Dilma Rousseff, manifesta  imensa apreensão ante a atitude do Presidente da Câmara dos Deputados.
A ação carece de subsídios que regulem a matéria, conduzindo a sociedade ao entendimento de que há no contexto motivação de ordem estritamente embasada no exercício da política voltada para interesses contrários ao bem comum.
O País vive momentos difíceis na economia, na política e na ética, cabendo a cada um dos poderes da República o cumprimento dos preceitos republicanos.
A ordem constitucional democrática brasileira construiu solidez suficiente para não se deixar abalar por aventuras políticas que dividem ainda mais o País.
No caso presente, o comando do legislativo apropria-se da prerrogativa legal de modo inadequado. Indaga-se: que autoridade moral fundamenta uma decisão capaz de agravar a situação nacional com consequências imprevisíveis para a vida do povo? Além do mais, o impedimento de um Presidente da República ameaça ditames democráticos, conquistados a duras penas.
Auguramos que a prudência e o bem do País ultrapassem interesses espúrios.
Reiteramos o desejo de que este delicado momento não prejudique o futuro do Brasil.
É preciso caminhar no sentido da união nacional, sem quaisquer partidarismos, a fim de que possamos construir um desenvolvimento justo e sustentável.
O espírito do Natal conclama entendimento e paz. 

 Carlos Alves Moura
 Secretário Executivo
 Comissão Brasileira Justiça e Paz

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá... Aqui há um espaço para seus comentários, se assim o desejar. Postagens com agressões gratuitas ou infundados ataques não serão mais aceitas.