quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Índios tentam resistir heroicamente à violência, aculturação e satanização de pastores pentecostais... Reportagem de Fábio Pannunzio, para a Bandeirantes


Reportagem de Fábio Pannunzio, da Bandeirantes, indicada pela amiga Lene Dann:

video


“A luta dos índios guaranis no Mato Grosso do Sul para preservarem suas tradições religiosas  necessita de intervenção do governo federal,  suas práticas religiosas estão sendo acintosamente satanizadas pelas seitas pentecostais.”
 Os 25 mil índios que ainda restam na região em que eles foram donos, estão sendo vítimas no momento de um massacre e genocídio cultural. 36 igrejas pentecostais concorrem entre si pelas almas indígenas, somente em uma reserva com 12 mil índios em Dourados.
 Os indígenas já não podem nem mais usar urucum, pois segundo os pastores das igrejas, a tinta  usada pelos indígenas para cobrir seus corpos, é “bosta” do diabo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá... Aqui há um espaço para seus comentários, se assim o desejar. Postagens com agressões gratuitas ou infundados ataques não serão mais aceitas.