sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Wagner Moura: há um holofote Internacional iluminado as trevas do Golpe da direita hipócrita e corrupta brasileira

:

Veja o vídeo e leia os dois artigos abaixo:



Ator agradece declarações de artistas e intelectuais globais como Susan Sarandon, Noam Chomsky e Oliver Stone, que, nesta quarta-feira 24, assinaram um manifesto contra o golpe no Brasil e em apoio à presidente Dilma Rousseff; "Estamos profundamente agradecidos por essas importantes palavras de apoio de nossos colegas na Grã-Bretanha, Estados Unidos, Canadá e Índia. Os políticos corruptos que lideram a articulação para depor Dilma têm de saber que há um holofote internacional iluminando suas ações", disse.


247 - O ator Wagner Moura, crítico do processo de impeachment, agradeceu as declarações divulgadas nesta quarta-feira 24 por artistas e intelectuais globais como Susan Sarandon, Noam Chomsky e Oliver Stone, contra o golpe parlamentar no Brasil e em apoio à presidente Dilma Rousseff. 
"Estamos profundamente agradecidos por essas importantes palavras de apoio de nossos colegas na Grã-Bretanha, Estados Unidos, Canadá e Índia. Os políticos corruptos que lideram a articulação para depor Dilma têm de saber que há um holofote internacional iluminando suas ações", disse Wagner Moura.
"Se eles derem continuidade ao seu plano, serão lembrados pela história como os responsáveis pelo mais sinistro ataque à democracia desde o Golpe de 1964", acrescentou o ator.
Leia aqui o manifesto dos artistas e intelectuais divulgados nesta quarta.

Artistas e intelectuais estrangeiros se manifestam contra golpe de estado no Brasil



Fonte: http://www.otvfoco.com.br/artistas-e-intelectuais-estrangeiros-se-manifestam-contra-golpe-de-estado-no-brasil/#ixzz4ITKXINOA

Resultado de imagem para aragorn

Percebendo a situação em que vive o Brasil, que é melhor exposta em jornais internacionais do que na nossa imprensa local, um grupo de artistas e intelectuais estrangeiros lançou nesta quarta (24) um manifesto contra o processo fraudulento de impeachment no Brasil.

Entre eles, nomes de peso do cinema, como o cineasta Oliver Stone, diretor do premiadíssimo “Platoon”; a atriz Susan Sarandon, 5 vezes indicada ao oscar e ganhadora da estatueta em 1995; o ator Viggo Mortensen, o Aragorn de “O Senhor dos Anéis”; Danny Glover, e Noam Chomsky, este considerado um dos maiores intelectuais vivos do mundo.
O texto declara solidariedade com aqueles que lutam pela democracia e questionam a base jurídica e a falta de evidências convincentes mostrando que os principais promotores da campanha do impeachment estão tentando remover a presidente para parar a investigação contra a corrupção.
Resultado de imagem para susan sarandon
Susan Sarandon (Foto: Reprodução)

Além disso, o manifesto fala sobre o quadro de ministros identificados como homens brancos e ricos, em um país onde a maioria são negros, pardos, e mulheres. O texto ainda destaca que esse tipo de situação não pode ocorrer em um país tão importante no cenário mundial como o Brasil, que vinha avançando muito nos últimos anos na diminuição da desigualdade e nos direitos das minorias. Confira na íntegra.
“Nos solidarizamos com nossos colegas artistas e com todos aqueles que lutam pela democracia e justiça em todo o Brasil.
Estamos preocupados com o impeachment de motivação política da presidenta, o qual instalou um governo provisório não eleito. A base jurídica para o impeachment em curso é amplamente questionável e existem evidências convincentes mostrando que os principais promotores da campanha do impeachment estão tentando remover a presidenta com o objetivo de parar investigações de corrupção nas quais eles próprios estão implicados.
Lamentamos que o governo interino no Brasil tenha substituído um ministério diversificado, dirigido pela primeira presidente mulher, por um ministério compostos por homens brancos, em um país onde a maioria se identifica como negros ou pardos. Tal governo também eliminou o Ministério das Mulheres, Igualdade Racial e dos Direitos Humanos. Visto que o Brasil é o quinto país mais populoso do mundo, estes acontecimentos são de grande importância para todos os que se preocupam com igualdade e direitos civis.
Esperamos que os senadores brasileiros respeitem o processo eleitoral de 2014, quando mais de 100 milhões de pessoas votaram. O Brasil emergiu de uma ditadura há apenas 30 anos, e esses eventos podem atrasar o progresso do país em termos de inclusão social e econômica por décadas. O Brasil é uma grande potência regional e tem a maior economia da América Latina. Se este ataque contra suas instituições democráticas for bem sucedido, as ondas de choque negativas irão reverberar em toda a região.”
Tariq Ali – escrtor, jornalista e cineasta
Harry Belafonte – ativista, cantor e ator
Noam Chomsky – linguista
Alan Cumming – ator
Frances de la Tour – atriz
Deborah Eisenberg – escritora, atriz e professora
Brian Eno – compositor, cantor e produtor
Eve Ensler – dramaturga
Stephen Fry – ator e diretor
Danny Glover – ator e diretor
Daniel Hunt – produtor musical e cineasta
Naomi Klein – jornalista e escritora
Ken Loach – cineasta
Tom Morello – músico
Viggo Mortensen – ator
Michael Ondaatje – novelista e poeta
Arundhati Roy – escritor e ativista
Susan Sarandon – atriz
John Sayles – roteirista e director
Wallace Shawn – ator, dramaturgo e comediante
Oliver Stone – cineasta
Vivienne Westwood – estilista

Um comentário:

  1. Sempre gostei do trabalho do Wagner Moura como ator e pela consciência que ele tem do seu Pais, defendendo as pessoas menos favorecidas das injustiças sociais, etc. Obrigado Wagner estamos contigo.

    ResponderExcluir

Olá... Aqui há um espaço para seus comentários, se assim o desejar. Postagens com agressões gratuitas ou infundados ataques não serão mais aceitas.